Santa Missa, mais que um preceito um presente

Santa Missa, mais que um preceito um presente

A Igreja coloca a missa Dominical como um preceito da nossa fé, de maneira que caso alguém não vá a missa no Domingo sem um motivo justo está em pecado mortal e deve antes de se aproximar da Mesa da Comunhão novamente procurar o sacramento da Confissão.
A Santa Mãe Igreja assim o faz o pois sabe da grandiosidade da Santa Missa em nossa vida, sabe que a missa é o alimento que nutre nossa alma e que temos necessidade vital de comungar do Cristo.
Assim não devemos enxergar a Missa simplesmente como um preceito por que na verdade ela é um presente. E não um pequeno presente ela é o maior de todos, nela nos encontramos com Cristo recebemos todas as bençãos e graças que brotam do Corpo de Cristo.
Na Eucaristia, Jesus, Rei dos Reis está nos esperando para se doar a nós. Ele é o amante à espera de nós que somos o amado.
Diante desta realidade fascinante de Deus, que se faz presente em um pedaço de pão e nos convida a ir ao seu encontro para entrar na sua intimidade.
Não devemos ir a Santa missa como quem vai a uma reunião chata por pura obrigação, como quem cumpre um rito por simples desencargo de consciência. Devemos pois tomar consciência do grande Presente que nos espera e correr a Santa Missa, correr ao encontro de Cristo que nos espera que irá mais uma vez se doar inteiramente a nós.
Assim uma vez que enxergarmos a missa como o que realmente ela é já não teria necessidade de colocá-la diante de nós como um preceito a ser comprido, pois nós mesmos correríamos até o altar como criança que vai ao encontro do presente tão esperado, correríamos ao encontro daquele que é o nosso bem maior Jesus, que está presente em cada espécie Eucarística a nos esperar para ser consumido de amor em nosso coração.